maio 02, 2012






video



"waves are absolutely everywhere"

"this tension between the need to look deeper and the beauty of the immediacy of the world, where if you try to look deeper you have already miss what you are looking for, this tension is what makes the sculptures move; and for me the path between this two extremes takes the shape of a wave" 

(Reuben Margolin, escultor)



(estava a olhar as esculturas de Reuben Margolin e a ouvi-lo e a pensar que é exactamente isto, isso, esse ir e vir ininterrupto da onda que está em tudo, por isso normalmente não quebramos, e quando quebramos é porque fomos longe demais numa das direcções e é preciso largar e deixar que nos tragam de volta; porque o movimento existe para além de nós, é só deixarmo-nos ir e vir com a corrente.... quando deixamos sentimo-nos bem, uma sensação de leveza generalizada, quando bloqueamos criamos tensões e sentimo-nos pesados, densos... mas nunca tinha pensado neste movimento ondulante dos olhos, perscrutando o fundo e regressando à superfície, num meio caminho entre o afundar completamente e o ficar rente à pele...) 





1 comentário:

josé luís disse...

muito bom. não conhecia

StatCounter